Previous press release

Atos revela a sua visão sobre o desporto e a tecnologia

Com a experiência adquirida com as olimpíadas de Londres, a Atos aponta a sua visão sobre o desporto e tecnologia para o ano de 2020

Lisboa, 24 de Julho de 2012

A Atos, empresa internacional de serviços de TI e parceira tecnológica dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos revela a visão da empresa para o futuro na indústria do esporte em 2020 com o lançamento de um estudo realizado em Londres 2012 com o tema: uma visão para o desporto e a tecnologia.

 

O estudo mostra como, até o ano de 2020, a tecnologia vai mudar radicalmente a experiência desportiva dos atletas, dos espectadores nas suas casas, dos fãs nos estádios e organizadores. Nos colaboradores incluem-se a Comunidade Científica da Atos; o presidente do COI Jacques Rogge; presidente de Londres 2012, Sebastian Coe; CEO do IPC, Xavier Gonzalez; Presidente e CEO de Sochi 2014; Dmitry Chernyshenko, diretor de parcerias e plataformas do Facebook, Christian Hernandez; bem como o convidado e editor, Simon Kuper.

 

Durante a próxima década, o desporto será transformado pela experiência do espectador, do atleta, da televisão e é como se estivéssemos no primeiro estádio olímpico, na Grécia, há 3000 mil anos atrás. Para 2020 a Atos prevê:

 

 

Os espectadores em casa irão:

·         Assistir à competição pelos olhos do atleta – o espectador será o próprio diretor e escolherá qual a competição ou modalidade a que desejará assistir

·         Ver a reportagem completa na televisão – assistir aos 100 metros. Será possível ver um velocímetro que mostrará a velocidade dos atletas.

·         Acompanhar os atletas enquanto estão a competir – os fãs terão a oportunidade de ver tudo como se estivessem no campo, com imagens ao vivo durante toda a competição.

 

Os fãs no Estádio:

·         Ficam mais envolvidos durante a competição – quem estará a executar o evento, será capaz de alimentar informações para a plateia (em tempo real), antes de carregar para uma rede pública.

·         Sentem-se como se estivessem sentados na primeira fila, em todos os jogos – com um segundo ecrã, o espectador poderá alternar o lado, onde quer que esteja no estádio.

·         Evitam filas – utilize o seu smartphone para encomendar e pagar pipocas e outros produtos durante o evento.

·         Partilhe a sua experiência em tempo real com todos os seus amigos e familiares – a cloud permitirá o carregamento, quase instantâneo, e download dos dados.

 

 

Os atletas irão:

·         Treinar de forma mais inteligente – recolherão os dados dos seus desempenhos. Caso tenha aumentado, identificar os sinais de melhorias, pontos fracos ou fortes.

·         Mudar de tática durante a competição e tomar a posição vencedora – com roupas inteligentes os atletas serão capazes de fazer uso de informações em tempo real com o seu treinador.

·         Ser vistos por olheiros ou patrocinadores – Uma análise do que os fãs dizem sobre o atleta via redes sociais ajudará a identificar as próximas estrelas e ídolos.

 

Para 2020, identificamos o potencial para os organizadores de eventos, onde será permitido que os atletas sejam competidores numa mesma corrida, ainda que localizados em países diferentes. Cada atleta poderá executar, na sua própria cidade, e mesmo assim, ainda parecerem estar juntos, como hologramas, numa mesma corrida.

 

Sobre o lançamento do estudo Londres 2012: uma visão para o desporto e a tecnologia, Gilles Grapinet, vice-presidente e executivo sénior das funções da Atos comenta: “O panorama da tecnologia e do desporto tem estado a mudar a uma velocidade sem precedentes. Depois de ter sido envolvida em todos os Jogos Olímpicos desde 2002, a nossa equipa técnica tem assistido a essas mudanças em primeira mão. Como parceiros para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, temos a responsabilidade de pensar um passo à frente e ajudar os nossos clientes a fazerem o mesmo”.

 

“A inovação faz parte do DNA da Atos e, quando se trata de jogos, fica tudo muito claro o que realmente significa inovação. Esta última edição apoia a nossa visão de como as novas possibilidades da tecnologia e o poder podem progredir para os Jogos, fornecendo uma visão pan-indústria para ajudar os nossos clientes a criar a empresa do futuro, por meio do nosso compromisso com a inovação”, conclui.

 

Simon Kuper complementa: “Foi um grande prazer editar esta edição especial e atender à Comunidade Científica da Atos, que são visionários no seu campo de atuação. Estou ansioso para assistir aos Jogos de Londres 2012 com novos olhos e ver como alguns dos desenvolvimentos tecnológicos que prevemos anteriormente pode tornar-se realidade em 2020.

 

Produzido como uma edição de Revista especial para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Londres 2012,” a ascensão em Londres 2012: uma visão para o desporto e tecnologia” é um estudo de liderança única que fornece uma visão industrial das tendências tecnológicas emergentes que estão a permitir inovações no desporto.

 

O Estudo foi concebido para ajudar o Comité Olímpico Internacional (COI), Comité Paralímpico Internacional (IPC) e todas as empresas envolvidas na indústria do desporto que se tornam as principais decisões estratégicas sobre os seus negócios e antecipar os desafios criados pelas novas tecnologias, agora e no futuro.

 

Os técnicos da Atos entregaram os seus próprios recordes pessoais em todas as Olimpíadas desde Salt Lake City 2002. Eles têm sido o parceiro de TI em todo o mundo para os Jogos Olímpicos desde então e, ao longo dos últimos 10 anos, têm sido parte integrante de fazer cada Inverno e dos Jogos Olímpicos de Verão. É toda essa experiência e conhecimento que permite à Atos entregar consistentemente excelentes resultados para os clientes em todo o mundo.

 

CONTACTO:

Vanda Ferreira | Tel: 21 097 1401 | mailto:vanda.ferreira@atos.net

Teresa Braga |Tel: 21 794 12 46| mailto:tb@reputation.pt

Carla Guedes |Tel: 21 794 12 46| mailto:cg@reputation.pt

 

Next press release

Contacte-nos

Atos Portugal
trans-1-px
O website da Atos utiliza cookies. Ao continuar a navegar neste website, concorda com a utilização de cookies para medir e compreender a forma como as
nossas páginas são vistas e melhorar a forma como o nosso site funciona. Se não concordar, poderá optar por desativar os cookies no seu navegador, tal como
referido na nossa Política de Privacidade
Aceitar cookies Mais Informação